ita eng fra bra deu

LOLA NO TETO DA EUROPA..E FELIZ ANIVERSÁRIO!!!

Itália – 15 de Junho de 2006
 
Lola festejaria seu 4° aniversário de forma adequada a uma verdadeira motociclista... e que ocasião melhor do que esta para retornarmos ao "cume mais alto da Itália"!!!
 
OS PRIMEIROS 25.000 KM DE LOLA
 
Além do aniversário de Lola, haveria também um outro evento: os 25.000 km percorridos de moto, de Lola com sua família, e depois uma breve olhada no mapa geográfico.... Eis a decisão: Lola festejará seus 4 anos e seus primeiros 25.000 km no Passo mais alto da Europa**: o Passo dello Stevio, com os seus 2.760 metros e , sobretudo, com as suas quase 50 curvas sinuosas, diferente do tipo "cotovelo". 
 
Uma coisa não muito simples se tiver uma Cocker dourada sobre o tanque de gasolina da moto!
 
CHEGAMOS EM VAL DI RABBI..... VINDOS DE PASSO PORDOI!
 
Chegamos em Val di Rabbi no Parco Nazionale dello Stevio  ao anoitecer, depois de uma viagem de ida "quente" por causa do tráfego e da temperatura não muito fresca, mas aceitável, pelo menos para Lola, de um passeio ao "sempre" mítico Passo Pordoi e de um banho refrescante em um córrego geladíssimo.... mas não para Lola.
 
A nossa base ficava em um grandioso hotel com administração familiar situado em um lugar verdadeiramente "estratégico": a poucas centenas de metros da entrada do Parco Nazionale, na localidade de Plan.
 
No dia seguinte, depois de termos acordado num horário "impossível" (às 5 horas...Lola "sentiu" o ar da montanha e, sobretudo, o evento que estava para se cumprir...uma Cocker no "teto da Europa"!!!), iniciamos o "passeio".
 
De Cles   a estrada sobe rapidamente e a moto aponta decidida para o primeiro cume: o Passo del Tonale (cerca de 1.900 metros). 
 
Bem antes de chegar ao cume, Lola estava já sentada e com o focinho ao vento, quase querendo "comer" o ar e também a estrada....

Chegando ao cume, Lola imediatamente foi circundada por um denso grupo de "bikers" provenientes da Holanda e da Bélgica que, durante a jornada nos encontramos com freqüência... E eis a primeira agradável surpresa da jornada.
 
Um dos bikers tinha consigo o cartão da visita de Lola que havíamos distribuído na ocasião do "Passeio dos Quatro Passos" de 2004....não lhes digo a felicidade ao encontrar Lola pela segunda vez!!!
 
NA ESTRADA DO "PIRATA": PASSO GAVIA
 
Depois de uma pausa para recarregar as energias em Ponte di Legno  iniciamos a subida ao "cume mítico" que fez a história do ciclismo (e sobre o qual o "Pirata" do ciclismo italiano, Marco Pantani, construiu as suas inesquecíveis façanhas esportivas ): Passo Gavia, com os seus 2.652 metros.

A estrada para o passo é muito difícil por ser tão estreita, íngreme e cheia de curvas cotovelo....em alguns pontos, com dificuldade, passava um carro e uma moto....por sorte o tráfego automobilístico era muito reduzido....e muito "educado" (não se entendia muito a parada para deixar passar uma "Cocker motociclista" que, com o focinho de fora, latindo "docilmente" ao motorista do carro...)

Finalmente chegamos ao cume: dos lados da estrada ainda têm traços (para não dizer "metros") evidentes da recente nevasca e também do Lago Negro que está completamente congelado.
 
Assim que Lola viu a neve não teve vontade de ser racional: parou com as fotos e foi embora dar um "mergulho" sobre a colcha gelada: desta vez brincava muito de "ser um cão"!!! (não precisava nunca esquecer!!)

Sobre o Passo Tonale  e também sobre o Passo Gavia  , Lola marcou sua passagem: o adesivo "mascote oficial do Mototurismo"  foi colocado na placa indicativa do passo, na esperança que "resista" à chuva e à neve, ao menos para recordar que "Ela passou por aqui"!
 
SE PREPARE LOLA.... VOCÊ SERÁ UMA LENDA"!!!
 
Na companhia dos amigos holandeses e belgas, da Passo Gavia percorremos a estrada que leva a Santa Caterina Valfurva  e daqui, em cima....sobre o "grande cume": o Passo dello Stevio.

Faltando cerca de 20 km para o cume, paramos para admirar "a serpente" de asfalto, constituído de curvas sinuosas literalmente cortadas pelo lado da montanha, como se fosse um "alfaiate motociclístico"!!! Muito impressionante... E Lola precisava ainda percorrer todas!!
 
Antes de chegar ao cume, fizemos uma longa pausa em um imenso campo com numerosas marmotas e com um córrego alpino, onde Lola brincou "de ser um cão" mais uma vez, e não era nada desagradável para ela: pelo contrário!!!

De volta à moto, Lola advertiu que o evento estava para se cumprir: uma Cocker motociclista no teto da Europa! O momento era realmente mágico: Lola não quis ficar dentro da bolsa e, com o focinho bem ereto, começou a apontar para o grande cume: a "sua" meta!
 
As últimas curvas sinuosas do cume foram feitas em uma atmosfera quase surreal: o céu que, até poucos minutos antes, ameaçava chuva, de repente se abriu e fez filtrar os primeiros raios de sol que parecia esperar somente a chegada de Lola... (Ela, lá embaixo, tem um anjo da guarda e somente poucos sabem quem é...).
 
Passo dello Stelvio foi tudo para ela!

Desligar a moto, apoiar os pés e levantar a viseira do capacete a "quase" 2.800 metros de altura, na companhia de Lola, foi para nós uma emoção muito forte, mas não para Lola que quis descer rápido da moto para fazer suas "necessidadezinhas" e depois, entrar de novo em sua bolsa para uma bela e merecida dormida (à sombra e com seus óculos: a luz solar era realmente muito intensa).
 
Com o focinho apoiado no suporte macio da bolsa, gozou de uma bela dormida, perturbada somente pelo "click" de tantas máquinas fotográficas e das palavras que reconhecia a "mascote oficial" do Mototurismo.


LOLA ESTEVE AQUI!
 
Um gentil vendedor ambulante de "hot dog", que estaciona no Passo Stelvio  nos solicitou diversos adesivos de Lola para colocar em seu meio "móvel" e alguns "pins" para ele mesmo: qualquer dia depois aconteceria o Raduno Internazionale dello Stelvio que, por diversos anos, chama mais de 10.000 motociclistas de toda Europa, e ele não queria mesmo perder a ocasião de mostrar a todos que Lola "era sua cliente"!!!.

A descida do Passo dello Stelvio, em direção a Merano  foi feita rapidamente, dada a ausência quase total de tráfego (é mesmo verdade: certos lugares "em baixa temporada" possuem um outro fascínio, e além de tudo, se pode viver plenamente...) e, só por volta de Caldaro (na estrada do vinho, do Alto Adige;  encontramos um pouco de chuva (Lola nesse meio-tempo, dormia seca, dentro da sua bolsa....não acordou por nada...)
 
O VALLE DI SAENT: ONDE SE BRINCA DE SER UM CÃO!!!

O dia seguinte foi dedicado completamente (sem nem "tocar" a moto) aos passeios pelos bosques do Parco Nazionale dello Stelvio, no belíssimo Valle di Saent, onde Lola, muitas vezes, mergulhou nos numerosos córregos do "Sentiero delle Cascate" e ainda brincou de "ser um cão".

Recordem-se sempre: se forem viajar com o seu cão em uma moto, que as suas exigências de motociclistas respeitem as exigências de seu amigo de quatro patas, aos quais devem consentir de viver os momentos (sempre muito freqüentes), nos quais possam exprimir a sua própria natureza de "lobo".  A moto é só um meio para estar com vocês, um mero "instrumento" para poder dividir bons momentos e lugares ao lado de seu cão, mas sempre respeitando sua natureza canina.
 
O RETORNO: UM NOVO PASSO ALPINO PARA LOLA
 
Para a viagem de volta à casa, escolhemos passar pelo Passo della Mendola (cerca de 1.400 metros) até Caldaro: uma estrada estupenda, em meio ao Val di Non, cheia de plantações de maçãs e videiras.

Depois, passado Cavalese, fomos direto à Moena  e depois, à Canazei : Lola nunca havia estado em Passo Fedaia ("só" 2.057 metros de altitude: nesta viagem Lola estava habituada a outra altura) onde encontramos um sol esplêndido que iluminava toda a Marmolada, com um cenário ideal para a foto do "calendário"!.
 
NO REFÚGIO FUCIADE SE BRINCA DE "SER UM CÃO"

O nosso destino, contudo, era o Passo San Pellegrino   onde Lola "fechou" o dia, antes de voltarmos para Ravenna  no Refúgio Fuciade(Lola já é de casa...)  correndo nos imensos campos verdes, a procura de marmotas e de novos amigos de quatro patas.

** "parece" que na França existe uma estrada "mais alta" que o Passo dello Stelvio...mas não se trata de uma "coisa natural": foi criada, recentemente, para a passagem do Tour de France...exatamente para ter "algum metro" a mais que o Stelvio: este permanece então, o passo "natural" mais alto da Europa....como está escrito nos "pins" que Lola colocou na sua bolsa como "troféu" da viagem.
 

 
    PASSO TONALE PASSO TONALE PASSO GAVIA PASSO GAVIA PASSO GAVIA PASSO STELVIO PASSO STELVIO PASSO STELVIO PASSO STELVIO RIFUGIO FUCHIADE
 
  web design Elevel