ita eng fra bra deu

SOBRE AS COLINAS DO VERDICCHIO 2008

Itália – Maio de 2008
 
O território que vai da região medieval de Serra dè Conti at as Grotte di Frasassi na Provincia de Ancona foi uma verdadeira descoberta para nós: estupendos vilarejos restaurados sobre os cumes das colinas, estradas cheias de curvas e com um ótimo asfalto, montanhas de uma beleza sugestiva, paisagens caracterizadas com doces colinas e, sobretudo, filas de videiras da melhor uva Verdicchio com um bouquet floral e um gosto intenso.
 
De 16 a 18 de Maio acontece a edição 2008 de “Sulle Colline Del Verdicchio”, uma belíssima manifestação motociclística organizada pelas prefeituras de Serra Dè Conti e de Serra San Quirico,  em colaboração com Raid Inside.
 
UM TERRITÓRIO ESTUPENDO FEITO ESPECIALMENTE PARA A MOTO
 
Lola, na companhia de outros tantos motociclistas provenientes de diversas partes da Itália, pôde “saborear” a beleza e a gastronomia do território “marchigiano” do Valle Del Fiume Misa, na Província de Ancona.

Um território que parece ter sido realmente “construído” especialmente para os motociclistas: uma característica deste território, sem contar a beleza das paisagens, é a quase total ausência de tráfego (encontramos pouquíssimos veículos durante a nossa viagem).
 
Foram três dias nos quais Lola trouxe sorte a todos os participantes: a chuva poupou o nosso território quase num passe de mágica, enquanto na vizinhança as notícias sobre o tempo eram de outro teor.
 
Somente um pouco de água nos “saudou”, na tarde de domingo, dia 18, na saída do restaurante sobre Monte Murano....mas o passeio de moto já tinha praticamente terminado!
 
“MIMOS GASTRONÔMICOS”
 
A noite de Sexta-feira, dia 17, para nós e para Lola, começou com uma insígnia de alta qualidade que este território consegue exprimir: o Chef do Restaurante “Coquus Fornacis” nos “mimou” e guiou por um longo e fascinante “percurso gastronômico”....também para Lola: preparou para ela uma esplêndida porção de cenouras e abobrinhas ao vapor. 
 
Vale à pena parar neste “lugar de emoções” (definí-lo como restaurante é menosprezar) que se encontra a poucos quilômetros da Serra dè Conti, na estrada que leva a Arcevia: fica dentro de um complexo onde, até o final dos primeiros anos da década de setenta, vinham produtos derivados do leite, seguidos de uma notável obra de restauro e recuperação, e agora abriga um refinado “Resort”, utilizado também pela b&b. 
 
DENTRO DAS GROTTES DI FRASASSI...COM LOLA!
 
Sábado, dia 17, com Lola, depois de termos almoçado muito bem nas frescas cantinas subterrâneas de Serra dè Conti  empreendemos uma viagem de mais de 150 km para descobrir o esplêndido território vizinho, passando primeiro pela região medieval de Arcevia, depois por Sassoferrato  , na qual começa a belíssima estrada que leva até às montanhas do Parco Regionale Del Montebollo, com pausa no sugestivo Eremo di Fonte Avellana, cravado em meio a uma floresta secular.
 
A viagem prosseguiu depois pelas estupendas e sugestivas Grotte di Frasassi onde, na companhia de Lola, vivemos uma fantástica experiência....mesmo se não devêssemos dizer...foi cansativo levá-la nos braços por mais de uma hora.....mas valeu muito a pena: Lola estava perfeitamente acomodada, e olhava maravilhada cada particularidade das grutas.  
 
O programa previa, à noite, um jantar nas cantinas do centro de Serra dè Conti, mas Lola nos saudou e não se mexeu do quarto do Country House, onde estávamos hospedados... começou a dormir profundamente logo após ter “comido seu papa”. 
 
Muito sugestivo o centro histórico de Serra dè Conti, mesmo à noite: é bem conservado e seu interior foi fechado por uma muralha com umas dez torres sólidas e um poderoso acesso: parece que estamos em um set dos melhores filmes de “capa e espada!” Fez por merecer esta viagem!
 
BRINCANDO DE SER UM CÃO...LOLA NOS TRAZ BOA SORTE!
 
Domingo, dia 18, as muitas motos presentes foram direto de volta ao Monte Murano (nos dias tranqüilos é fácil ver o Mar Adriático  , mas antes de chegar ao cume, foram percorridas estradas voltadas para o motociclismo, ou melhor, ao moto turismo, em meio às flores e aos bosques onde, a cada curva, esperávamos ver um elfo ou um duende.
 
Realmente muito bonito, sobretudo a pausa na altura que fizemos na zona de Serra di San Romualdo, a mais de 900 metros de altura.
 
Lola pôde brincar de “ser um cão” nos campos plenos de flores e de perfumes: as nuvens que se viam ao horizonte pareciam cumprimentar a “Cocker motociclista”.
 
UM “NAVIO” SOBRE A COLINA: SERRA SAN QUIRICO
 
A primeira pausa, de qualquer modo, foi feita no centro histórico de Serra San Quirico, uma sugestiva região medieval, cuja origem remete à época romana e que, vista debaixo, parece um navio, com a proa apontando para o infinito. A região é famosa pelas “Copertelle”, as paisagens cobertas que se estendem ao longo da muralha que, em parte, ainda circundam o centro histórico. 
 
Durante a pausa, os motociclistas puderam saborear as especialidades gastronômicas do local, muitas das quais descobertas (a não se redimir) graças ao intervento do Slow Food* “marchigiano”**. Lola aproveitou a pausa, repousando à sombra, dentro da sua bolsa, “adulada” pelo som da água esguichada do chafariz monumental ao qual estava próxima.
 
Eixando a Serra San Quirivo, a estada começa a subir dentro de um território que, quase de repente, deixa a doce colina para entrar em bosques seculares.
 
SOBRE MONTE MURANO
 
Depois do vilarejo de Domo, a estrada começa a ser mais difícil, por causa da presença de curvas e sinuosas, mas sem encontramos muitas dificuldades.
 
Muito sugestiva a descida que, de Poggio San Romualdo, conduz até o vale: é um trecho panorâmico “cheio, abarrotado” de curvas sinuosas, para percorrê-las de uma só vez!
 
Lola nos trouxe boa sorte: a longa pausa nos campos de Poggio San Romualdo, evitou que entrássemos na clássica “nuvem estraga as férias” que, infelizmente, esperava os motociclistas no Valle, no final da descida.
 
Este inconveniente, nos impediu de passar com as motos, dentro da Gole della Rossa, onde a estrada passa dentro de um canyon: um motivo a mais para retornar com Lola.

Chegando a Serra San Quirico, nos aguarda a subida ao Monte Murano: uma estrada em parte de terra batida, própria para que tinha moto hiper esportiva, de aproveitar um passeio nos carros dos organizadores. O almoço foi um “acontecimento”: notável a qualidade e, além de tudo, a quantidade!!
 
O RETORNO PARA CASA.....LOLA DORME COM RALF...
 
O retorno para casa foi feito com muita calma, evitando entrar rapidamente na auto-estrada: de Serra dè Conti, “cortamos” pelas colinas, em direção à Barbara, e depois de Mondavio   percorremos a belíssima “Strada Dei Castelli”, muito panorâmica e com um asfalto perfeito.
 
De Orciano  fomos direto para Calcinelli (onde Lola já é de casa: até ela foi associada ao Motoclub Dragone que tem aqui sua sede;para uma breve pausa, antes de iniciar a transferência de estradas.
 
Mesmo durante a viagem de retorno, Lola nos trouxe boa sorte: nem ao menos uma gota de água....só quando chegamos em casa e estacionamos a moto na garagem, “caiu o fim do mundo”....mas Lola já estava dormindo com seu ursinho de pelúcia Ralf....


* “Slow Food” é o contrário de “Fast Food”, em que a pessoa aprecia a refeição, comendo vagarosamente, saboreando.
** “marchegiano” é que vêm da Regiao de Marche, na Itália

 

 
 
  web design Elevel